Notícias

Aerom e MagLev-Cobra firmam contrato

23 de março de 2022

Aerom e MagLev-Cobra firmam contrato

Foto: Richard Stephen (UFRJ), Eduardo Chrysostomo (Aerom) e Diego Abs (Aerom) celebram a assinatura do contrato.

 

No último dia 15 de março, a Aerom firmou contrato com a COPPE/UFRJ para o fornecimento de um novo veículo para o Sistema MargLev-Cobra, bem como suporte no sistema de controle. O protótipo opera desde 2015 no Rio de Janeiro, no campus da Universidade Federal – UFRJ. 

 

A tecnologia MagLev-Cobra é a proposta de um veículo com múltiplas articulações, que funciona com levitação magnética e emprega supercondutores e trilhos de ímãs de terras raras. A tecnologia se baseia na levitação diamagnética supercondutora e também está em desenvolvimento na China e Alemanha. Isso significa, em outras palavras, que o Brasil está na vanguarda tecnológica mundial nesta aplicação. 

 

O protótipo do MagLev em escala real opera em uma linha de testes com 200 metros de extensão, ligando os dois Centros de Tecnologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. O projeto é coordenado pelo Dr. Richard Stephan, Professor Titular do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e recebe apoio financeiro da FAPERJ (Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado RJ). 

 

Aderente aos princípios do Sistema Aeromovel, o MagLev-Cobra é movido através de energia elétrica, com baixo ruído, reduzido consumo energético e sem emissões de gases poluentes. 

 

A Aerom orgulha-se em contribuir com a evolução deste projeto através de sua experiência, estudos e aplicações desenvolvidos ao longo dos anos. O fornecimento de um novo veículo será uma evolução significativa para o Sistema, que até então operava com veículo produzido artesanalmente. 

 

A Aerom acredita que os principais desafios globais demandam novas tecnologias. Conceber soluções que contribuam para o desenvolvimento tecnológico, no contexto de emergência climática, é o caminho para soluções sustentáveis para os desafios mais urgentes.

 

Compartilhar:

Voltar