como o Aeromovel chegou
até você

Em 1959, durante conversa no pátio do aeroporto de Seattle (EUA), o empresário Ruben Berta, Presidente da Varig à época, proferiu uma frase que acabou motivando um novo desafio na vida de Oskar Coester:
“Não vai adiantar mais aumentar a velocidade do avião. O problema é chegar ao aeroporto!”
Por conta de sua qualificação e experiência, Coester integrou a equipe que participou da “revolução nos transportes aéreos”, na década de 1950. Mas este grande estímulo, gerado a partir do diálogo com Berta, o conduziu ao seu próximo grande passo na inovação: a tentativa de descobrir uma solução capaz de melhorar a mobilidade e o transporte de maneira geral, em um cenário urbano cada vez mais afetado pelo congestionamento.

Desse desafio, surgiu a revolucionária tecnologia do Sistema Aeromovel, que vem se consolidando como solução inovadora em mobilidade urbana.

  • 1959

    As distâncias não se medem mais em quilômetros, mas sim em tempo

    A triplicação da velocidade dos aviões fez com que 1.000 quilômetros fossem percorridos em menos tempo do que 10 quilômetros nos grandes centros urbanos. Essa foi a mudança que instigou Oskar Coester a pôr em prática seu sonho.

    1959
  • 1977

    O primeiro veículo de testes

    Neste ano, foi construído o primeiro protótipo para avaliar o comportamento e o desempenho energético, utilizando baixíssima pressão sobre a placa de propulsão do veículo.

    1977
  • 1979

    Avanços em testes e avaliações

    Em convênio com a Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências (Fundatec) e outras instituições de pesquisa, foram realizados testes e avaliações, que indicaram para a Empresa Brasileira de Transportes Urbanos (EBTU) as viabilidades técnica e econômica de utilização da tecnologia em sistemas de transporte urbano de média capacidade.

    1979
  • 1979

    Parceria com a EBTU

    Um contrato foi assinado entre Coester e EBTU para avaliar o comportamento do veículo em distâncias acima de 650 m, curvas, aclives, controlabilidade, precisão de parada e eficiência energética.

    1979
  • 1980

    Veículo de testes opera na Alemanha

    Com capacidade para 12 passageiros sentados, um veículo foi instalado e operado durante a Feira de Hannover, na Alemanha. Em nove dias, 18 mil pessoas experimentaram o Sistema. Mais tarde, o mesmo veículo operou no Parque de Exposições da Expointer, em Esteio, sul do Brasil.

    1980
  • 1981

    O primeiro módulo de veículo

    O primeiro módulo de veículo para 300 passageiros foi projetado e construído para testes de resistência, segurança e desempenho.

    1981
  • 1982

    Construção da linha

    Após estudos da Metroplan e aprovação do Conselho do Plano Diretor de Porto Alegre, a Linha Piloto começa a ser construída ao longo da Avenida Loureiro da Silva, em Porto Alegre.

    1982
  • 1982

    Instalação do veículo e quebra de parceria com a EBTU

    O veículo foi instalado com sucesso na Linha Piloto. Em setembro, a EBTU descontinuou o projeto, devido a mudanças de ordem político-administrativas no Ministério dos Transportes. A Aeromovel decide não abandonar a obra iniciada, mesmo com a suspensão de recursos.

    1982
  • 1983

    Instalação

    Em abril, foi dado seguimento ao projeto, por intermédio de recursos privados. O veículo fez sua primeira viagem com sucesso em Porto Alegre, ao longo da Av. Loureiro da Silva.

    1983
  • 1983

    Início dos testes de desempenho

    Através da Fundatec, iniciam-se os primeiros testes de desempenho da Linha Piloto, promovidos pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo.

  • 1984

    Primeiros testes com passageiros

    O Sistema recebe autorização para transportar passageiros em demonstrações.

    1984
  • 1986

    Contrato com FINEP

    Para completar o primeiro quilômetro da linha, é assinado um contrato de 18 meses com a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), com propósito de financiamento reembolsável.

    1986
  • 1986

    Visitas à Linha Piloto

    Um grupo da Indonésia visitou a Linha Piloto em Porto Alegre e ficou interessado em construir um sistema Piloto em Jacarta.

    1986
  • 1987

    Controle automatizado

    No trecho da Linha Piloto são adicionados uma seção curva, um desvio, uma rampa de cinco graus e outra estação. Esta é preparada com controle automatizado de operação.

  • 1989

    Tempo recorde de construção

    Após oito meses e com ajuda de engenheiros brasileiros, a obra é inaugurada em curto prazo. Trata-se de uma linha de 3,2 quilômetros de extensão, com seis estações e três veículos, construída em Taman Mini Indonesia Indah.

    1989

INSTITUCIONAL

Baixe o PDF sobre a empresa, contendo as seguintes informações:
Quem Somos; Onde Estamos; Missão, Visão e Valores; e Linha do Tempo.

BAIXE PDF