Especificações

Via Elevada

Solução pelo ar

A via elevada é composta por vigas e pilares pré-fabricados, permitindo uma montagem rápida e descomplicada. Agrega as funções de suporte dos trilhos, duto de ar para propulsão do veículo e acesso seguro dos passageiros até a próxima estação em caso de emergência. O raio mínimo de curva de 25 metros e os vãos de vigas da via, variáveis de 10 a 35 metros, permitem a fácil inserção do Aeromovel nos traçados urbanos, sem a necessidade de desapropriações. A altura da via, normalmente de 4,50 a 20 metros, pode ser elevada o suficiente para passar sobre viadutos e ferrovias existentes.

Desvio de via

O Sistema Aeromovel possui uma tecnologia patenteada para o projeto dos seus aparelhos de mudança de via. O desvio é uma curva reversa circular com raio de 27 metros que contém quatro atuadores para os cinco trilhos móveis que o compõem.

Cada trilho tem sistema de travamento duplo para toda posição, o que, aliado ao subsistema de sensoriamento e controle, garante total segurança ao Sistema.

Veículo

Leve e seguro

O veículo caracteriza-se pelo reduzido peso morto, sobretudo por não ter a bordo os equipamentos associados à propulsão. Apresenta-se em versões de um, dois, três e quatro carros, com capacidade para até 600 passageiros nesta última. Cada um possui truque de quatro rodas, com anel externo em aço e uma camada interna em material resiliente, e um sistema antidescarrilamento, que o vincula à estrutura da via elevada por meio de contrarrodas no interior do duto de ar.

Cada vagão possui duas portas em cada lado, permitindo um embarque seguro, confortável e rápido.

Sobre trilhos

O Sistema Aeromovel não traciona as rodas e utiliza a propulsão fora dos veículos, controlando a pressão, o sentido e a velocidade do ar, por intermédio dos ventiladores estacionários e de suas válvulas de controle. Esta é uma grande vantagem, comparada à utilização do sistema roda/trilho convencional, que tem grandes limitações para vencer aclives acentuados (até 12%) e curvas com raios pequenos (até 25 metros).

Propulsão

Energia inovadora

A propulsão utiliza ventiladores industriais, normalmente elevados e localizados junto às estações de passageiros. Válvulas de isolamento de trecho são instaladas na via elevada, criando circuitos pneumáticos exclusivos para controle de forma individual de cada veículo, proporcionando uma separação segura e intrínseca entre os veículos. Grupos geradores podem ser utilizados para garantir a operação ininterrupta do Sistema.

Ventiladores estacionários

Os ventiladores industriais utilizados no Sistema Aeromovel são especiais e possuem um alto rendimento energético. São instalados no interior das estações e acionados por motores elétricos, controlados por inversores de frequência, que permitem ao equipamento operar em uma zona de maior eficiência, independentemente do regime de operação do veículo (aceleração ou cruzeiro). O nível máximo de pressão do ar para operação é de 0,2 bar.

Válvulas

O ventilador é composto por quatro válvulas de controle do fluxo de ar que são responsáveis pela comutação quase instantânea entre os modos “pressão” (pressão positiva) e “sucção” (pressão negativa).

Automação do sistema

Leve e seguro

Localizado em uma das estações, ou próximo à linha, o sistema de controle de última geração do Aeromovel é operado remotamente. Baseado em tecnologia modular de alta confiabilidade, permite ajustar os mais diversos parâmetros operacionais, tais como velocidade, aceleração, frota de veículos, headway, tempo de parada nas estações e outros. O controle do Aeromovel compreende um Sistema ATC, com Automatic Train Protection (ATP) e Automatic Train Operation (ATO), e um sistema Automatic Train Supervision (ATS) para interface com o operador.