Notícias

Você sabe quais são os poluentes atmosféricos mais danosos para a saúde nas cidades?

16 de dezembro de 2021

Você sabe quais são os poluentes atmosféricos mais danosos para a saúde nas cidades?

A poluição atmosférica é responsável por cerca de 7 milhões de mortes e 90% da população mundial respira ar com níveis de poluentes que excedem os limites indicados pela Organização Mundial de Saúde, OMS. Os combustíveis fósseis que alimentam os sistemas de transporte convencionais têm grande participação neste preocupante cenário.

 

No mês de novembro, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente – PNUMA, publicou dados sobre cinco gases que poluem o ar e são nocivos à saúde e ao meio ambiente:

 

PM2.5 – Ozônio ao nível do solo, Dióxido de nitrogênio, Carbono Negro, Metano

 

PM2.5 – Partículas finas invisíveis a olho nu, são originadas na queima de combustíveis impuros para cozinhar ou aquecer, queimar resíduos e resíduos agrícolas, atividades industriais, transporte e poeira levada pelo vento, entre outras fontes.

 

Ozônio ao nível do solo – Poluente climático de curta duração. Ele se forma quando poluentes da indústria, tráfego, resíduos e produção de energia interagem na presença da luz solar.

 

Dióxido de nitrogênio – Grupo de compostos químicos incluindo dióxido de nitrogênio e monóxido de nitrogênio. O dióxido de nitrogênio é o mais prejudicial desses compostos e é gerado a partir da combustão de motores a combustível e da indústria.

 

Carbono Negro – Componente do PM2.5 é um poluente climático de curta duração. Queimas agrícolas para limpar terras e incêndios florestais são as maiores fontes mundiais de carbono negro. Também vem de motores a diesel, queima de lixo e fogões e fornos que queimam combustíveis fósseis e biomassa.

 

Metano – É um potente gás de efeito estufa. O metano tem mais de 80 vezes o poder de aquecimento do dióxido de carbono. O metano vem principalmente da agricultura, especialmente pecuária, esgoto e resíduos sólidos, e produção de petróleo e gás.

 

O mundo tem a capacidade, o conhecimento e diferentes tecnologias disponíveis para melhorar a qualidade do ar. A poluição do ar também está ligada à mudança climática e gera impacto desproporcional no aquecimento global.

 

Fonte: https://news.un.org/pt/story/2021/11/1769162

 

Compartilhar:

Voltar